Arquivo de maio, 2013

2 mais 2

2-mais-2

Elenco: Adrian Suar; Carla Peterson; Julieta Diaz; Juan Minujin; Alfredo Casero
Direção: Diego Kaplan
Gênero: Comédia
Diego, Emilia, Richard e Betina são dois casais de amigos de longa data. Diego e Emilia tem um filho de 14 anos e uma vida familiar organizada, já Richard e Betina, que não têm filhos, vivem uma vida mundana. Em uma noite de descontração Betina e Richard confessam aos amigos que praticam a troca de casais e que gostariam de experimentar o swing com eles. Esta confissão desperta fantasias em Emilia, que insiste que Diego aceite o convite.

Finalmente 18!

finalmente-18

Elenco: Justin Chon, Sarah Wright, Miles Teller, Jonathan Keltz, Skylar Astin, Bonnie Bentley.
Direção: Jon Lucas e Scott Moore
Gênero: Comédia
A melhor coisa da vida é ter amigos! E Jeff não pode reclamar nem um pouco disso, afinal, seus dois melhores amigos vão até o campus onde ele mora para agitar o seu aniversário de 18 anos. Este é O primeiro grande momento na vida de uma pessoa, é poder entrar em qualquer clube de dança, poder beber a vontade e praticamente fazer tudo o que quiser… ou quase tudo.

Giovanni Improtta

giovanni-improtta

Elenco: José Wilker, Othon Bastos, Milton Gonçalves, Hugo Carvana, Otávio Augusto, Thelmo Fernandes, Felipe Camargo, Andréa Beltrão
Direção: José Wilker
Gênero: Comédia
Giovanni Improtta é um contraventor que sonha com a ascensão social. Ao saber que a lei dos cassinos está sendo negociada nos bastidores, ele resolve entrar para o ramo. Para limpar sua imagem recorre ao vereador evangélico Franklin, que lhe consegue o título de cidadão honorário do Rio de Janeiro. Apesar de ser casado com Marilene, Giovanni mantém um caso tórrido com Patrícia, filha de um figurão.

Reino Escondido

reino-escondido

Elenco: Vozes de: Amanda Seyfried, Josh Hutcherson e Beyoncé Knowles
Direção: Chris Wedge
Gênero: Aventura
Em Reino Escondido, uma adolescente é magicamente transportada para um universo secreto e vai precisar contar com a ajuda dos seres fantásticos que o habitam para conseguir salvar o mundo dos humanos e esse novo reino que ela descobriu de uma força maligna, que ameaça destruir a Terra.

Terapia de Risco

terapia-de-risco

Elenco: Rooney Mara, Jude Law, Catherine Zeta-Jones, Channing Tatum,
Direção: Steven Soderbergh
Gênero: Suspense
A história gira em torno de Emily Hawkins, uma jovem mulher que busca a ajuda de medicamentos prescritos para conter a ansiedade pelo fato de que o marido está prestes a ser libertado da prisão em que se encontra. Ela também busca amparo num tratamento psicológico, lidando com dois profissionais.

  cannes

Começa hoje um dos maiores festivais de cinema do planeta. É o Festival de Cannes, realizado na cidade de Cannes na França.

O festival que vai ser inaugurado com a Grande Promessa da Warner para esse ano, ‘O Grande Gatsby’, com DiCaprio.

gatsby

Os principais filmes que vão disputar a Palma de ouro são:

La Vénus à la Fourrure – Roman Polanski

Inside Llewyn Davis – os irmãos Coen

Only God ForgivesNicolas Winding Refn

Nebraska – Alexander Payne

Jeune et JolieFrançois Ozon

Ao todo, 19 filmes vão brigar para Palma de Ouro 2013. Contudo, 1.858 filmes foram inscritos em todo o festival… haja trabalho para o Júri =O

No júri que contará com algumas presenças bem ilustres como Nicole Kidman e Ang Lee  e Para presidir o Júri, nada mais nada menos que ele, Steven Spielberg.

spilb

Algumas presenças bem conhecidas estarão no festival, como Marion Cotillard, Justin Timberlake, Michael Douglas, Matt Damon, Ryan Gosling, Tilda Swinton, Emma Watson (Ela está em todas agora heim =P) e Clive Owen.

Agora é só pegar as dicas dos melhores preparar a pipoca e curtir muito os filmes ;-D

UAndré

Você já conhece nossa série sobre a Evolução do Cinema?

Aguardando sair o novo filme da Emma Watson, Bling Ring: A Gangue de Hollywood, baseado em uma história real, que fala sobre um grupo de adolescentes que se especializaram em cometer pequenos furtos em casas de celebridades como Orlando Bloom e Paris Hilton.

244751

Comecei a me perguntar o que anda fazendo o trio da franquia Harry Potter, bom a “Mione” já conseguiu o seu espaço em Hollywood, com o adorável filme As Vantagens de ser Invisível, mas e quanto ao Rupert Grint e a Daniel Radcliffe?

Daniel depois de fazer o terror A Mulher de Preto, está com três filmes com lançamentos até 2014, The F Word, Kill Your Darlings e Horns,  mas é engraçado como o ator principal dos filmes do Bruxo mais famoso do cinema ainda não fez um filme mais que explodiu, além é claro do Próprio Harry Potter, será que ele vai ficar com o estigma do personagem que interpretou durante anos? Ou ele só está explorando novos caminhos para provar que é um bom ator?

the-f-word_3

E o que falar de Rupert, que depois de Harry Potter não conseguiu emplacar em nenhum filme, em breve irá lançar o filme The Necessary Death of Charlie Countryman, com Shia LaBeouf, que conta a história de Charlie Countryman que decide abandonar a rotina depois que sua mãe morre e assim começa uma viagem pelo leste Europeu, e disputando o amor de uma garota com um poderoso chefe de uma gangue. Na minha opinião se depender dessa história ele continuara sem emplacar um sucesso, pois essa história não me agradou.

The Necessary Death of Charlie Countryman

E assim fico aguardando os próximos filmes desse trio que durante anos nos maravilhou com o fantástico universo do Harry Potter. 🙂

Anny S.

Você já conhece nossa Sessão Professor Chaplin?

anos dourados

A década de 1930 e 1940 foi à época da recuperação moral americana após a grande “depressão” de 1929 e o cinema foi utilizado para colaborar nessa recuperação moral e de certa forma econômica dos EUA. Nesse período o cinema falado ganhou força os gêneros cinematográficos se multiplicaram e grande parte dos filmes desse período enfatizava a sociedade com seus bons costumes e valores. O filme que se destaca nessa tentativa de reerguer a moral americana é A Felicidade Não Se Compra (1946) de Frank Capra. Frank Capra que foi o principal diretor no inicio do cinema falado.

Nesse período da recuperação moral americana o cinema hollywoodiano foi denominado de a “Era Dourada” ou “Anos Dourados” por causa dos vários gêneros de filmes que surgiram, das evoluções e por causa dos filmes clássicos que foram produzidos como, O Médico e o Monstro (1931), Drácula (1931), Frankenstein (1931), King Kong (1933), O Magico de Oz (1936), Tempos Modernos (1936), A Branca de Neve (1937) O Vento Levou (1939), No Tempo das Diligências (1939), A Mulher faz o homem (1939), O Morro dos Ventos Uivantes (1939), O Corcunda de Notre Dame (1939), O Grande Ditador(1940), Pinóquio(1940), Relíquia Macabra(1941), Cidadão Kane (1941), Casablanca (1942), Pacto de Sangue (1944), A Bela e a Fera (1946), O Tesouro de Sierra Madre (1948) entre muitos outros.

Desses filmes citados vale ressaltar a importância do filme Cidadão Kane (1941), de Orson Welles, foi graças ao polemico diretor que o cinema sofreu outra inovação primordial para que assim tivéssemos os filmes de hoje em dia da forma como são, foi Welles que aperfeiçoou a narrativa de Griffith em O Nascimento de Uma Nação (1915) e criou assim à narração não linear no cinema (sem ordem cronológica) ele também realizou a profundidade de campo a onde permitia que as câmeras capturassem tanto o primeiro plano da ação como o segundo e o terceiro plano, assim como a captura do fundo e do teto das imagens. anos douradosII

O cheiro da inovação pairava Hollywood passando pelo som, pelos gêneros, pelos roteiros chegando ás cores, já que a Warner Bros. foi à pioneira em relação à implantação do som nas produções cinematográficas a Fox se tornou pioneira ao colocar não com muita qualidade ainda como a de hoje em dia, cores nos filmes com a tecnologia Technicolor que foi implementada no filme Vaidade e Beleza (1935) de Rouben Mamounlian, esse foi o filme mais esperado do ano por causa da inovação que trazia com ele, esse foi apenas o ponta pé inicial dado na indústria cinematográfica, com relação as cores nas películas. E tudo se iniciou no período da “era dourada” ao decorrer do tempo o cinema em cores houve suas evoluções que serão abordadas em outro momento.

Mas o denominado “anos dourados” não foi apenas ouro, houve a sua pirita também que foi o Código Hays, código esse que empunhava censura prévia aos filmes. No inicio dos anos 20 Hollywood era conhecida como é conhecida Las Vegas hoje a “cidade do pecado”, imagem essa que piorou com acusação de estrupo e morte a uma atriz na cidade cinematográfica. O Código Hays veio justo para tentar melhorar a imagem de Hollywood mundo a fora, a onde sua principal ação era o controle moral dos filmes, quem ficou responsável por esse novo segmento para moralizar Hollywood foi Joseph Breen apelidado de “O Hitler de Hollywood“, porém em 1934 o código Hays atingiu seu auge ao bater de frente com Howard Hughes, Breen após assistir previamente o filme Proscrito (1941) escreveu a seguinte critica sobre o filme: “Em mais de dez anos de analista crítico de filmes, eu nunca vi nada tão inaceitável quanto às tomadas do busto da personagem Rio (Jane Russell)”. Na ocasião Breen mandou cortar 37 cenas dos seios da atriz, mas Hughes se negou a modificar a sua obra e mesmo contra a ordem de Breen ele lançou o filme em 1946. Aos poucos a contestações contra o código Hays foi ganhando força e tais regras caíram em desuso, mas somente em 1966 que foi o código foi abolido de vez embora não viesse sendo seguido mais. Dois anos após ser abolido, surgiu um substituto para o código que é a classificação por faixa etária seguida até os dias atuais.

Os anos 40 não fez parte apenas dos anos dourados de Hollywood, não foi somente ás histórias de filmes, pois a própria história participa direta e indiretamente sobre o trabalho cinematográfico da época graças à 2º guerra mundial.  Os filmes que se destacam na época é Rosas da Esperança (1942) e Caminhada Sob o Sol (1945) ambos falavam sobre a guerra que ocorria.

O fim da guerra gerou um movimento de macarthismo que favoreceu a proliferação dos musicas que já eram bem populares, mas ganhou mais força com Sinfonia em Paris (1951) e Cantando na Chuva (1952). anos douradosIII

Assim se terminava a época de ouro de Hollywood com os consagrados musicais, o movimento Noir, as comedias românticas que tem seu lugar na história e na preferência do público.

Paulo Lima

Já conhece a Nossa Sessão Livre ;-D

Faltou a cereja do bolo =\

exorcismo II

A impressão que me dá assistindo ao filme o Último Exorcismo – Parte 2 é que estão fazendo sempre o “Mais do Mesmo”, me desculpe quem achou o filme o máximo, mas simplesmente de uma forma geral, é a mesma receita de bolo…

Apesar das cenas de terror muito bem feitas, aqueles sustos de momento, cenas tensas, a gente acaba até esperando o que vai acontecer no decorrer do filme. Gostaria de estar menos chateado, mas a sensação que tenho é que a industria de filmes se preocupa mais em aproveitar que foi feita uma grande criação, Último Exorcismo, para pegar carona e faturar alguma grana à tentar inovar e surpreender novamente o público.

Agora vamos esquecer minhas lamentações e protestos um pouco e falar de entretenimento. Acho muito legal que tenham conseguido amarrar o filme com o anterior, pelo menos assim o público se sente mais envolvido, até mesmo quem não assistiu ao primeiro filme, saca a história e consegue saber que muito terror rolou até ali…e coitada da jovem Nell, muita zica para uma pessoa só…isso me lembra Neve Campbell que sofreu na mão de assassinos mascarados. =P

Outra coisa interessante no filme é que o demônio utiliza de vários meios para atormentar a protagonista, inclusive de meios digitais, como o Youtube… quem diria, demônios 2.0 =P, mas isso é positivo, pelo menos isso é uma forma de inovar, por mais que simples…

Num geral não se pode desmerecer o filme, pois ele realmente te prende a atenção, mas não diria para ninguém ir com as expectativas muito altas assistir a essa nova trama, pois pode se decepcionar.

E bons sustos ;-D

 

UAndre

Você também pode ver mais informações sobre o filme como trailer e detalhes no Adoro Cinema

Você já conhece nosso Top 5 ? 😉

E ai Galera o Top 5 dessa semana é sobre filmes que abordam preconceito.

Sabemos que ficaram de fora alguns filmes, mas isso aqui é um top 5…fazer o quê né :-P… Então vamos falar de 5 filmes que vocês não podem deixar de assistir…ok?! Depois deixem sua opinião de filmes que vocês jugam indispensáveis…Valeu?! Sim? Então vamos à lista:

Lembrem-se que basta clicar na imagem para assistir ao trailer ;-D

1- A outra História Americana

A OUTRA HISTORIA AMERICANA

Esse filme mostra o câncer da sociedade, o quanto o sistema, por mais que haja boas intenções, acaba corrompendo as pessoas cada vez mais. Ainda mais nos Estados Unidos onde a xenofobia e o racismo propriamente ditos são questões latentes.  Além disso, o filme é uma obra de arte no sentido de transmitir sentimentos. Por isso fica com o nosso 1º lugar na lista.

2- The Hurricane

HURRICANE

Nosso 2º lugar, Hurricane – O Furacão, mostra ainda mais o quanto algumas pessoas, mesmo que famosas, sofreram da doença racial que aflorou os Estados Unidos. Um filme intenso, cheio de surpresas e o melhor de tudo, baseado em fatos reais.

3- Tempos de matar

TEMPO DE MATAR

Vingança! Causa e Efeito racismo sem limites e um ato desesperado. Uma série de violência desencadeada pelo racismo onde ninguém sai impune. Vale a pena conferir, ainda mais pela excelente atuação de Samuel L Jackson. E fica assim com nosso 3º lugar.

4- Homens de Honra

HOMENS DE HONRA

Até onde vai um ato racista, e até onde vai a coragem para enfrentar esse racismo. Um homem que muda o sistema, e mesmo sofrendo, vai além dos limites para atingir seu objetivo, ser mergulhador oficial da marinha americana. Nosso 4º lugar vai para Cuba Good Jr e Robert DeNiro em Homens de Honra

5- Filadelfia

FILADELFIA

Neste Incrível filme com Tom Hanks, fala a respeito de um preconceito com homossexuais que contraíram HIV, questões ainda atuais na nossa sociedade. Um filme premiadíssimo , super indicado a todos pela qualidade. E Fica com nosso 5º lugar.

Esperamos que vocês gostem da lista, comentem se vocês concordarem, se não concordarem, se gostaram e se ainda não assistiram a algum filme, bom divertimento, para ver mais informações de cinema, curte lá nosso facebook ;-D

Amor Profundo

amor
Dirigido por Terence Davies
Com Rachel Weisz, Tom Hiddleston, Simon Russell Beale
Gênero Drama , Romance
Na década de 1950, Hester Collyer (Rachel Weisz) é a jovem esposa de um importante juiz do Estado, Sir William Collyer (Simon Russell Beale). Envolvida em um casamento afetuoso, mas sem contato sexual, Hester inicia uma relação fulgurosa com um piloto aéreo (Tom Hiddleston) perturbado por suas experiências durante a guerra.

Quando a relação entre os dois é descoberta, Hester decide cometer suicídio. Mas quando os planos falham, ela começa a questionar as escolhas que fez em sua vida.

Amorosa Soledad

amorosa
Dirigido por Martin Carranza, Victoria Galardi
Com Inés Efron, Ricardo Darin
Gênero Comédia dramática , Romance
Soledad (Inés Efron) é uma jovem que terminou há pouco tempo com Nicolás (Nicolás Pauls), seu namorado. Morando sozinha e trabalhando em uma loja de decoração, ela resolve que ficará uns três anos sem qualquer tipo de relacionamento. Até que, um dia, conhece por acaso Nicolás (Fabián Vena), que se interessa por ela.

Beije-me Outra Vez

beije
Dirigido por Gabriele Muccino
Com Stefano Accorsi, Vittoria Puccini, Pierfrancesco Favino
Gênero Comédia dramática , Drama , Romance
Após dez anos, Carlo (Stefano Accorsi) reencontra alguns de seus grandes amigos. Juntos, eles conversam e relembram das histórias antigas. Ele reencontra Giulia (Vittoria Puccini), que assim como ele está passando por um processo de fim de relacionamento. Giulia está se separando de Simon (Adriano Giannini), após 3 anos e Carlo de Anna, uma jovem de 25 anos. Enquanto isso, Paolo (Claudio Santamaria), deprimido e viciado em tranquilizantes, começou a se envolver com Lívia (Sabrina Impacciatore), a esposa de Adriano (Giorgio Pasotti), após cumprir uma longa pena por tráfico de drogas. Marco (Pierfrancesco Favino), aparentemente feliz e casado com Veronica (Daniela Piazza), esconde uma profunda crise agravada pela espera em vão por um filho.

Cores

cores
Dirigido por Francisco Garcia
Com Acauã Sol, Simone Iliescu, Pedro di Pietro
Gênero Drama
Na cidade de São Paulo, três jovens vivem histórias de amor e tristeza na metrópole: Luiz passa o dia entre pequenos empregos que ele consegue com sua moto e o trabalho em uma drogaria; sua namorada, Luara, mora em frente ao aeroporto e ganha a vida em uma loja de peixes ornamentais, enquanto sonha em viajar ao exterior, e Luca é um tatuador que mora com sua avó.

Elena

helena
Dirigido por Petra Costa
Com Petra Costa
Gênero Documentário
Ao viajar para Nova York, Elena segue o sonho de se tornar atriz de cinema e deixa no Brasil uma infância vivida na clandestinidade, devido à ditadura militar implantada no país, e também a irmã mais nova, Petra, de apenas sete anos. Duas décadas depois, Petra, já atriz, embarca para Nova York atrás da irmã. Em sua busca Petra apenas tem algumas pistas, como cartas, diários e filmes caseiros. Ela acaba percorrendo os passos da irmã até encontrá-la em um lugar inesperado.

O Que Se Move

oquesemove
Dirigido por Caetano Gotardo
Com Wandré Gouveia, Rômulo Braga, Henrique Schafer
Gênero Drama
Três famílias distintas estão tendo que lidar com a chegada – ou perda – de um filho, fato que causa uma mudança muito significante em suas rotinas. Cada núcleo irá lidar com as dores e alegrias à sua própria maneira, mas o amor sempre irá falar mais alto através da figura da mãe, mesmo que isso se expresse nas pequenas coisas do dia-a-dia.

O Que Traz Boas Novas

oquetrazboasnovas
Dirigido por Philippe Falardeau
Com Mohamed Fellag, Sophie Nélisse, Émilien Néron mais
Gênero Comédia dramática
Quando a professora de uma escola primária sofre uma morte trágica, o substituto escolhido é Bachir Lazhar, um imigrante argelino. Enquanto as crianças passam por um longo processo de luto, ninguém suspeita do passado doloroso do professor, ou do grande risco que Lazhar seja deportado a qualquer momento.

O Último Exorcismo: Parte II

exorcismo II
Dirigido por Ed Gass-Donnelly
Com Ashley Bell, Julia Garner, Spencer Treat Clark mais
Gênero Terror
Após escapar do ritual realizado por um culto, que desejava que ela desse a luz a um filho demoníaco, a jovem Nell Sweetzer (Ashley Bell) é encontrada suja e completamente aterrorizada na floresta. Apesar de ser examinada por uma equipe médica, Nell não se lembra bem do que lhe aconteceu. Ela decide se mudar para a pequena cidade de Davreaux, onde tenta recomeçar a vida. Entretanto, não demora muito para que o demônio volte a atormentá-la, desta vez com novos planos.

Uma Ladra Sem Limites

uma ladra
Dirigido por Seth Gordon
Com Melissa McCarthy, Jason Bateman, Amanda Peet
Gênero Comédia
Sandy Patterson (Jason Bateman) levava uma vida tranquila até receber a ligação de um spa na Flórida, pedindo para que confirme seu nome e endereço. Logo ele descobre que seu cartão de crédito foi parar nas mãos de uma picareta profissional, Diana (Melissa McCarthy), que tem gasto tudo o que pode na conta dele. Desesperado, Sandy deixa a esposa e os filhos e parte atrás de Diana, disposto a levá-la até a justiça do Colorado. O problema é que ele não é o único que está atrás dela.

«O-Estranho-Mundo-de-Jack»

Nessa maravilhosa criação de Tim Burton conta umas das mais sombrias histórias natalinas…

Monstros, vampiros e palhaços malignos habitam Cidade do Halloween, onde Jack o Rei das Abóboras esta cansado de criar ano após ano à celebração do dia das bruxas, e para fugir das ovações dos outros habitantes, Jack sai para andar na floresta e acaba indo parar na Cidade do Natal, onde se impressiona com as cores e as diferenças da cidade desconhecida, encantado com o que viu volta com planos de levar o natal para sua cidade, mas como são monstros, as coisas não saem como planejado. Os Habitantes da cidade do Halloween não conseguem entender o espirito de Natal e é ai que essa maravilhosa história nos encantam.

Jack é a caricatura da maiorias das pessoas, cansados de fazer sempre a mesma coisa em determinado momento de sua vida precisa se reinventar, várias dificuldades e cenas inusitadas tudo para conseguir sequestrar o bom velhinho e conseguir o que quer.
o-estranho-mundo-de-jack

Essa história tem todos os ingredientes de Tim Burton, o tom macabro, os personagens são controversos, monstros cativantes e um Papai Noel rabugento e sem paciência, um detalhe que escapa da maioria das pessoas é que a direção é de Henry Selick, e ele faz com uma perfeição que parece que foi o próprio Burton que dirigiu, e sim, Tim Burton escreveu e produziu a fabula, acho que essas coisas só poderiam sair daquele cérebro… rs

Fica a dica, assistam esse maravilho filme e aproveitem “O Estranho Mundo de Tim Burton”. 🙂

Anny S. 

Somos tão Jovens

O que dizer sobre o filme? …sensacional, sim, essa seria uma ótima palavra a ser usada.

Para qualquer fã de Legião Urbana, um prato cheio, pois em quase toda a história conseguiram ser fiéis. E mais do que isso, na atuação de Thiago Mendonça eu diria que ele conseguiu praticamente incorporar o Renato Russo.

Eu que já fui um Legião Maníaco e assisti a centenas de entrevistas, vídeos, programas com o Renato, posso dizer que em quase 100% do filme o protagonista foi inteiramente convincente, e isto é, quando alguém interpreta uma criação, ou seja, um personagem fictício, acredito eu que fica bem mais simples do que ter que herdar as características de uma pessoa que existiu, ou existe… mas não tenho do que reclamar de Thiago, na minha opinião ele foi além e deu conta do recado de viver o ídolo. Acho que poucas vezes consegui ver uma interpretação tão bem feita, poderia dizer aqui que pelo que me lembro, de cantor…talvez Val Kilmer em The Doors de Oliver Stone se iguale.

Dificilmente este filme pode ser classificado como entediante, regado de curiosidades sobre como surgiram diversas bandas, como a Legião Urbana, Capital Inicial, Plebe Rude e até mesmo um pouco sobre Herbert Vianna, claro, todos estavam lá, Em Brasília e fizeram história.

O filme várias vezes tem falas com trechos das músicas do Legião Urbana, pequenas brincadeiras querendo dizer que Renato Russo realmente viveu suas canções. Além disso não fica somente enaltecendo Renato, e sim coloca ele numa condição de ser-humano cheio de problemas, crises, alegrias e tristezas.

Em geral digo, um filme bem legal, tem somente algo que ficou esquisito, o filme acaba por assim dizer “De Repente “, e fica um Quê de quero mais. Mas tirando isso, é entretenimento na certa.

Aprovado! ;-D

UAndre

Para ver mais informações de cinema, curta nosso facebook ;-D

Você já conhece nosso Top 5 ? 😉