Faroeste Caboclo

Publicado: 03/06/2013 em Professor Chaplin - Crítica de estreias
Tags:,

Não tinha medo um tal João de Santo Cristo…era o que todos diziam e não vão dizer mais…

faroeste

Chato quando mudam as coisas…O que será que vale mais, a percepção dos diretores de arte ou a fidelidade do original e a expectativa dos fãs?! Não estou falando que o filme é ruim, não é isso, confesso que gostei do filme, foi legal ver materializado nas telonas uma música, ou melhor dizendo, Á Música, que aprendi a cantar quando era tão novo minha porta de entrada para o Rock, talvez por isso eu gostaria que fosse perfeito, mas não foi.

Eu até entendo que as vezes, para colocar de uma forma mais aceitável para as pessoas o diretor tem que mudar algumas coisas, mas ele mudou muito, fator que eu julgava importante, como o jovem João, que na música pinta ele como um capeta, sempre imaginei que ele era igual ao Dadinho do Cidade de Deus, vai, pelo menos parecido, o como ele pensava em ser bandido quando criança não é nada parecido como Renato Russo colocou na música, sério, no filme é apenas uma criança ingênua com impulsos de roubar doces, na música não, João já abominava a lei e queria ser bandido. Além disso é que a música tem aproximadamente 9 minutos, o filme quase 2 horas, e o René Sampaio conseguiu cortar cenas, como a do sr.Alta classe com dinheiro na mão, não existe isso no filme… acho que faz falta esse tipo de coisa… Mas enfim. Outro fato também é a Ordem cronológica dos acontecimentos, o filme não segue a tendência da música, muda um pouco… não achei que isso foi ruim, mas quem for assistir não deve gerar expectativa de total igualdade. Entre outros pontos como a extensa participação de Pablo no filme, A falta de um duelo como foi narrado entre outras coisas fizeram do filme muito diferente do que se esperava,  e acho que fez falta.

Alguns pontos positivos que tem que destacar Fabrício Boliveira e Isis Valverde mandam muito bem na interpretação de João e Maria Lúcia, realmente se apresenta como um romance legal, além disso, agora dando um voto de confiança, esquecendo um pouco a música, vira um filme legal para ser assistido, não enjoa e tem uma boa narrativa. Com base nisso a gente pode combinar o seguinte, deviam mudar o nome do filme e personagens e dizer que é um filme Baseado na história da música Faroeste Caboclo,  e não que é a história da música… mas é isso ai neh…

Mas se quisermos ter uma versão fiel mesmo à música, temos que nos contentar com o vídeo da Andréia Martins, quem sabe ela não vai ser a próxima diretora do novo filme do Faroeste =P ;-D

Curiosidade: No final do filme toca Faroeste Caboclo, a maioria das pessoas não saíram do cinema enquanto a música não parou de tocar. Talvez para conferir com o filme =P

cinema

UAndre

Veja Também:

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s