Arquivo da categoria ‘Sessão Livre’

Django-Livre 1

Não é de hoje que os filmes de Quentin Tarantino, que são recheados de violência, humor e ótimos diálogos, ganharam a aprovação do público, ele já dirigiu histórias Policiais, Suspense, de Guerra e agora embarcou no Faroeste, homenageando o western spaghetti

Na trama, Django (Jamie Foxx) é um escravo que acaba sendo comprado pelo Dr. King Schultz (Christoph W altz), um caçador de recompensas alemão. Após realizar uma missão, Schultz libera Django, embora os dois homens decidam continuar juntos. O alemão resolve então ajudar o novo amigo a salvar a sua esposa de Calvin Candie (Leonardo DiCaprio), um burguês fanático por lutas entre escravos.

Um dos pontos fortes do filme  são as cenas de violência que de tão exageradas que na maioria das vezes provocam risos (alias isso é característica do diretor), os diálogos recheados de ironia e muito bem trabalhados.

django-livre

Como atores de peso no elenco é difícil de falar quem é o destaque principal, Jamie na pele de Django que até certo ponto é ingênuo mas é movido pelos próprios princípios, Waltz novamente rouba a cena na pele de um caçador de recompensas mas mostrando um lado carismático e até certo ponto benevolente, DiCaprio muito bem no papel do vilão demonstrando que não é uma pessoa que se possa brincar, apesar de suas atitudes serem calmas, também vale a pena comentar a atuação de Samuel L. Jackson que na pele de um capataz negro, age como um branco, com frases maliciosas e hipócritas, muito diferente dos últimos papéis que ele vem atuando.

Django conquistou os prêmios de melhor roteiro (Quentin Tarantino) e melhor ator coadjuvante (Chistoph Waltz) na premiação do Oscar.

FRASES

“Deixe a liberdade ecoar”

“Quanto piores eles são, maior é a recompensa”

“Cavalheiros, vocês tinham minha curiosidade, mas agora vocês têm minha atenção”

“Ô demônio persuasivo”

Anny S.

Veja Também:

antes_de_Partir

 

O que você faria se soubesse o dia que você vai morrer? O que você não faria?

 

Normalmente uma pessoa quando está doente luta até o fim, porque sempre é alimentado pela esperança. Neste filme os valores se invertem, os personagens Carter Chambers (Morgan Freeman) e Edward Cole (Jack Nicholson)  aceitam que vão morrer, como Cole é Rico, ele banca uma lista de últimos desejos dos dois e eles saem mundo a fora nas maiores aventuras, e lógico, sem se preocupar com o dia de amanhã.

A mensagem do filme é clara, fala de pessoas de certa forma frustradas por nunca terem feito aquilo que mais a satisfariam, ou por necessidade, ou por prioridade, e quando veem a “oportunidade” chegam ao consenso de que não é tarde.

Outra mensagem é Carpem diem, aproveite o dia, ou seja, aproveite ao máximo, pq amanhã pode ser tarde.

O filme em si é cheio de cenas engraçadas e momentos turbulentos, empolga bastante, e não é um filme para assistir uma vez só. Eu mesmo já assisti umas 4, e digo que assistiria mais vezes. Esse com certeza é daqueles filmes que sempre que passarem a gente vai parar para assistir =D. Uma pena que não vai ter o dois =P. O Filme também é bom para chorar, depois que você vê algumas cenas do filme, como o discurso de Cole no funeral Carter, ou quando Cole conhece a neta, isso faz derramar umas boas lágrimas.

 

Se não assistiu ainda, assistam! Se já assistiram, vocês sabem do que estou falando e sei que assistirão de novo ;-D

 

Algumas frases do filme:

 

“Eu não tenho orgulho do que fiz, mas sei que faria tudo de novo”

 

“Lembre-se de três coisas quando você envelhecer: não deixe de ir ao banheiro, nunca desperdice uma ereção e nunca confie em um pum.”

 

“Sei que morreu de olhos fechados e coração aberto”

 

E finalmente a Lista de desejos do Filme:

 

1- Testemunhar algo grandioso

2 – Ajudar um desconhecido desinteressadamente

3 – Rir de chorar

4 – Dirigir um Mustang Shelby

5 – Beijar a garota mais linda da mundo

6 – Fazer uma tatuagem

7 – Pular de para-quedas

8 – Gastar uma semana no Louvre

9 – Visitar Roma

10 – Caçar um grande felino

11 – Ver as pirâmides

12 – Visitar Hong Kong

lista_AntesdePartir

 

UAndre

esquadrao_classe_a_2010_f_010

Em 2010 quando o filme foi lançado, muita gente ficou com o pé atrás, pois não acreditava que iria fazer sucesso já que o mesmo é baseado na série de Tv da década de 80.

O filme começa com John “Hannibal” Smith (Liam Neeson) em missão ao lado do tenente Templeton “Cara-de-Pau” Peck (Bradley Cooper), mas não demora muito o personagem Bosco “BA” Barracus (Quinton Jackson) e o capitão H.M. Murdock (Sharlto Copley) se juntarem a eles, assim formando o time mais louco que já passou pelo exercito americano, após alguns anos e muitas missões,  o grupo se torna famoso por realizar missões nada convencionais, durante uma missão em Bagdá eles são alvos de uma conspiração, são levados presos, mas conseguem fugir e querem levar os responsáveis a justiça e limparem seus nomes.

imagesCAZRPAYU

As cenas de ação são tão absurdas quanto às missões que eles realizam, e é isso que deixa o filme muito legal, Barracus é o grandalhão que hora é explosiva hora é sensível, Peck é o galanteador, Murdock é o louco, e Hannibal é o cara que desenvolve os planos infalíveis. Os atores estão ótimos nos papeis e a dinâmica entre eles perfeita, prova disso são as piadas, às vezes aquelas que já vimos trilhões de vezes, e funciona na trama.

Quando o filme termina fica aquele gostinho de quero mais, mas pelo que parece isso ainda não vai acontecer…

Anny S.

Veja Também:

clube da luta

Regra número 1 – não fale sobre o clube da luta.

Regra número 2 – não fale sobre o clube da luta…

Assistir ao filme O Clube da Luta pela primeira vez é uma experiência, pena que única, mas muito louca, surpresas e cenas que são para lá de impressionantes tomam conta da nossa atenção. Posso dizer, Surpreendente, engraçado, tenso, chocante e as vezes dão um nó…

Ai você me pergunta, “Nossa, tudo isso num filme só? Mas porque ele não é um grande sucesso?”. Ninguém é louco de perguntar isso… ele É um grande sucesso, só não repercutiu tanto quanto eu acho que deveria ter repercutido. Acredito que no lançamento dele as pessoas ainda não estavam preparadas para um ideia original como essa =P
Agora digo, assistir ao Clube da Luta pela segunda vez te coloca numa posição com outra ótica sobre o filme, é engraçado ver que realmente faz sentido, que apesar de utópico, a situação é engraçadamente aceitável, a forma como ele é montado foi brilhante. O Diretor, David Fincher, que também dirigiu, Benjamim Button e Seven, coincidentemente também com Brad Pitt =P, foi extremamente competente nos detalhes e condução. Realmente eu queria não puxar tanto a sardinha desse filme, mas ele foi muito bem pensado, muito bem pensado do tipo, Pulp Fiction ou Efeito Borboleta falando-se em criatividade.

Por isso eu indico assistir ao filme O Clube da Luta.

Vocês vão se surpreender… acreditem em mim  ;-D

 

 

UAndre

Veja Também:

star trek 2

Desde que lançaram o novo Star Trek, eu sempre fiquei em dúvida se iria ver o filme ou não, passava por ele, mas nunca pegava para assistir, até uns dias atrás. Estava lá eu procurando um filme de ficção e dessa vez parei, olhei para a capa e com muita desconfiança e sem nenhuma expectativa resolvi assistir, mas ai é que o filme me surpreendeu.

Devo admitir que nunca fui fã de Star Trek, mas esse filme mudou minha opinião, J.J Abrams criou uma nova história recheada de ação e momentos dramáticos.

James Tiberious Kirk (Chris Pine) é um jovem rebelde inconformado com a morte de seu pai. Certo dia, recebe convite para fazer parte da formação de novos cadetes para a Frota Estelar. Uma vez lá conhece Spock (Zachary Quinto), um vulcano que optou por deixar seu planeta porque é metade humano e discordava do preconceito. Durante o treinamento, e também na primeira missão, os dois vivenciam novas experiências provocadas por seus estilos diametralmente opostos. Assim, Spock, o cerebral, e Kirk, o passional, viverão uma grande aventura ao lado de outros tradicionais integrantes da tripulação da U.S.S. Enterprise, a mais avançada nave espacial da época.

star trek

Quando o filme foi lançado já avisaram antes do filme “Esqueça o que você já viu”, sim para quem já tinha assistido aos filmes e a série realmente deve esquecer o que já viram o filme não é um reboot e nem uma sequência, é uma nova história, J.J. conseguiu conquistar novos fãs e de quebra homenagear os filmes antigos, o longa é recheado com muitas cenas de ação e humor para fazer qualquer pessoa se divertir durante as 2 horas de filme.

Agora é só preparar para ativar os propulsores para sexta feira assistir ao segundo filme Além da Escuridão.

Como já dizia Spock “Vida Longa e Próspera”. 😛

Anny S.

Veja Também:

depois da terra

Depois da terra, uma ficção científica com um sabor clássico, porém rebuscada de efeitos especiais.

O novo filme de Jaden e Will Smith não poderia ficar devendo. Não é nenhuma sensação, mas o filme paga o ingresso e entrega o que o público quer ver.

Com um propósito de entregar uma ficção, o filme empolga, não tem nada de senso de humor para auxiliar em sua aceitação, e isso meus amigos há de se levar muito em consideração é um grande mérito, porque não enjoa.

O filme é cheio de valores morais, e que chama atenção aos temas familiares, um filho tentando provar seu valor ao pai, um pai obcecado pelo trabalho e outros temas de dramas cotidianos. Nada exagerado e todos bem aceitáveis.

O filme tem pontos altos e baixos, segue uma receita de bolo onde o protagonista tem um ápice, sofre uma “queda”, mas depois consegue dar a volta por cima e atingir seu objetivo, tudo isso em meio de muita ação. Claro, que os Aliens que entram em cena ajudam a dar mais ação ao filme.

Agora um ponto interessante, o filme retrata uma realidade anos luz além da nossa, nitidamente é uma civilização evoluída, mas os heróis não usam raios laser, ou mega aparelhos para enfrentar os Aliens, eles usam lanças… é isso aí, armas arcaicas…não é uma crítica, até achei interessante, dá mais ação para o personagem…e acho que essa foi a ideia.

Indico o filme porque ele vai bem, não enjoa, entretêm, e tem cenas bem interessantes.

Não acho que a proposta do filme era ser um superpop, mas dá para falar que ele tem potencial para pop…rs

O filme também tem seu Quê de filosofia cinéfila, e o Tirei do Cinema elencou algumas frases bem legais que passam no filme:

“Ouvi histórias sobre a terra, um lugar lindo…até destruirmos tudo”

“Nosso filho não precisa de um comandante na vida dele, ele precisa de um Pai…”

“Só por curiosidade Sr. Quantas vezes você já errou?
Minha mulher teria uma resposta bem interessante para esta pergunta”

“O Medo não é real, o medo é um produto da nossa imaginação sobre a incerteza do futuro”

“O Perigo existe de verdade, porém o medo é uma escolha.”

É isso ai, Cinéfilos, não se esqueçam de comentar se gostaram do filme…

Boa semana para vcs ;-D

UAndre

Veja Também:

Fazia muito tempo que eu não assistia a um filme que retratasse tão bem a adolescência, os acontecimentos do filme não focam só nos exageros e nas loucuras daqueles que procuram descobrir a vida longe dos pais, esse filme acertou em cheio, onde os jovens cometem erros (claro são jovens! J), tem as suas descobertas e como se sentem e tentam se enquadrar e ao mesmo tempo serem eles mesmos em uma sociedade.

As-Vamtagens-de-Ser-Invisível-600x337

O filme conta a história de Charlie (Logan Lerman) que não consegue interagir com os alunos de sua nova escola. Com os nervos à flor da pele, ele se sente deslocado no ambiente. Seu professor de literatura, no entanto, acredita nele e o vê como um gênio. Mas Charlie continua a pensar pouco de si, até o dia em que dois amigos, Patrick (Ezra Miller) e Sam (Emma Watson), passam a andar com ele.

Um drama sensível e inteligente com algumas cenas cômicas, o filme prende a sua atenção e te joga em momentos surpreendentes e até duros de encarar, todo o elenco esta ótimo, mas a Emma Watson esta radiante, a atuação dela vai te impressionar e fazer você se encantar com a personagem dela na mesma hora.

As-Vantagens-de-Ser-invisivel

E para aqueles que já passaram pela adolescência,  encontrarão cenas saudosas, vão lembrar que o mais importante eram as amizades que se preservavam a individualidade e o respeito, por experiências próprias esse filme, mesmo que americano, foi um dos poucos que consegui me identificar em algumas cenas e com algumas situações das quais passei naquela época turbulenta de descobrir quem somos e como adaptar isso para a sociedade.

Fica a dica, um ótimo filme para lembrar de que aprendemos com os nossos erros, e que é possível achar amigos mesmo nos momentos mais difíceis dessa vida.

Anny S.

Veja Também:

toretto

Velozes e Furiosos 6 não é só Adrenalina, é também sabedoria … e o sábio é Dominic Toretto, com suas frases de ação e efeito, esse final de semana decidi assistir ao filme novamente para elencar as melhores frases… aqui vão elas:

1 – Você vai ser um excelente pai…
Como tem tanta certeza?
Porque se não for eu quebro a sua cara!

 2 – Não se Renega a própria família, mesmo se ela renega você.

Estamos de mudança, veja todas as melhores frases de Velozes e Furiosos 6 clicando aqui.

 

 Veja Também:

 

 

 

Adoro Tarantino, sem sombra de dúvidas o cara é um gênio, mas as vezes, um gênio é incompreendido…from-dusk-till-dawn-1996-1

Dizer que Pulp Fiction é um filme diferente, isso é normal. Mas o que falar de Um drink para o Inferno?!?

 

Alguns dias atrás aproveitei um tempo para ver alguns filmes antigos, e depois de muito revirar o catálogo o sorteado da lista foi essa belíssima criação de Quentin Tarantino com direção de Robert Rodriguez e que uns não acham tão belíssima assim…

Os irmãos Seth (George Clooney) e Richard Gecko (nada mais nada menos que o próprio diretor e criador do filme, Quentin Tarantino) são procurados pela polícia por 16 mortes. Eles sequestram um ex-pastor e seu casal de filhos, para poderem atravessar a fronteira com o México e lá se dirigem à uma casa noturna frequentada por caminhoneiros e motoqueiros,  (confesso que já fui em bares piores por aqui… =P) que é uma mistura de cabaré e prostíbulo. Porém, ao chegar lá a dupla se depara com algo totalmente inacreditável.
E é nesse bar que a história se desenvolve, vampiros aparecem… Isso ai, vampiros, ao melhor estilo Tarantino.

um-drink-para-o-inferno-9

Onde que as pessoas costumam não gostar do filme, bem nessa parte. É muito cine trash, mas a proposta do filme é essa! Acho que vale muito a pena assistir um drink para o Inferno, chega a ser uma experiência interessante.

Posso dizer que o filme é um clássico, teve inclusive mais duas sequências, porém não embalaram como o primeiro filme, típico mudou o diretor, mudou o elenco… e ai a receita tava pronta para o fracasso.

Este filme teve duas premiações, a primeira delas, um MTV Movie Awards que George Clooney ganhou como Melhor Revelação, e outra, Pasmem =P, uma Framboesa de Ouro que Tarantino ganhou com a Pior Interpretação… mas não há como negar, interpretando mal ou não, o cara tem classe =D

quentin-tarantino-4_492

Vai um Drink ai ;-D

UAndre


Veja Também:

20081129-ToWongFoo1

Para Wong Foo é uma comédia onde deparamos com Wesley Snipes e Patrick Swayze longe dos papéis que estamos acostumados a ver em outros filmes, aqui eles interpretam Drag Queens, Wesley é Noxeema Jackson que ao lado de Vida Boheme (Patrick Swayze) dividem um premio que ganharam em um concurso em Nova York que as levara a Hollywood para concorrer no Drag Queen of America, após conhecer Chi Chi Rodriguez (John Leguizamo), Vida resolve vender as passagens de avião e viajar de carro e assim levar Chi Chi com Elas. O Trio vai parar numa pequena cidade em que acabam sendo forçadas a ficarem, aos poucos vão modificando a vida dos moradores.
Com diálogos que estão repletos de tiradas oportunas, as melhores ficam com Wesley Snipes, o filme é bem divertido, fico impressionada com a caracterização dos atores, em alguns momentos do filme, Patrick Swayze esta parecendo uma verdadeira mulher, e ver Wesley Snipes com músculos e num vestido é impagável.

wesley-snipes-john-leguizamo-patrick-swayze-em-para-wong-foo-1995

Além do homossexualismo o filme também retrata outros temas mais sérios como preconceito e machismo, mas sem perder o tom da graça. O longa tem um história previsível, mas o roteiro esta bem escrito e assim consegue prender a atenção de quem assiste.

Para Wong Foo é uma daqueles filmes que fica na memória, com uma história sutil, engraçada e emocionante que vale a pena ser revista de vez em quando.

Indico a todos que quiserem dar umas boas gargalhadas.

Anny S.

Você já conhece nossa Sessão Professor Chaplin?